Cervejas – Grupo das Light Lager

Olá, Sweeties ! No informativo sobre cervejas de hoje, falaremos sobre o grupo das Light Lager, um estilo de cerveja bem recente.

Cervejas2

(Imagem da Internet – Ilustrativa)

 

As Lager são as cervejas mais recentes de que se tem registro. Elas surgiram no final do século XIV, mas só se tornaram realmente populares na primeira metade do século XIX, durante o advento das Pilsen e das técnicas mecânicas de refrigeração.Possuem menor teor alcoólico do que as Ale, são mais gasosas e maltadas, e menos amargas, devido ao pouco lúpulo. São mais refrescantes e pouco frutadas.

Durante o processo de fermentação, o levedo se encontra no fundo do tanque e precisa de temperaturas mais baixas para viver, agindo mais lentamente do que o levedo das Ale. As Lager permanecem maturando de uma a oito semanas em temperaturas baixas. Nesse grupo, encontramos cervejas com características mais leves e suaves.

Nos posts seguintes à esse, falaremos sobre as cervejas presentes nesse grupo. Espero que tenham gostado dessa introdução aos estilos de cerveja.

ATENÇÃO : Beba com moderação ! Se for dirigir, não beba !

Um beijo e até a próxima !

Get ready ‘ cause …

bkg1 - Cópia

Anúncios

Cervejas – O que é Lúpulo ?

Olá, Sweeties ! Quando falamos de cerveja, lembramos de vários tipos e várias marcas. Em diversos comerciais de cerveja, sempre ouvimos falar que cada marca usa os melhores lúpulos na sua fabricação e que ele é quem faz a diferença na qualidade da cerveja. Mas afinal, vocês sabem o que é esse famoso lúpulo do qual sempre ouvimos falar? Se não sabe, continue lendo esse informativo, que explicaremos direitinho o que é o lúpulo.

Lúpulo

(Imagem da Internet)

O lúpulo é uma planta da espécie das Humulus lupulus, e da família das Cannabaceae. Ele é um conservante natural, além de também surtir efeito terapeutico, auxiliandono tratamento de ansiedade, distúrbios do sono, além de ser usado em tratamentos de pele. Ele também é um fitoestrógeno, agindo como antiespasmódico nas mulheres, evitando cólicas menstruais. Pode também ser usado como sonífero e calmante. O lúpulo é contraindicado em caso de gravidez e no período de amamentação; e em pacientes com câncer e diabetes. Também deve-se evitar o consumo em excesso, pois provoca sonolência e diminuição da libido.

Na Antiguidade,os cervejeiros usavam aditivos para enriquecer e encorpar o sabor de suas cervejas, dar mais cor,aumentar o teor alcoólico, conservar ou provocar efeitos inebriantes quando ingeridas. Ingredientes como mel, canela, açúcar mascavo, gengibre, anis, rúcula, alecrim, cravo, raízes, eram utilizados atéo surgimento de uma mistura de ervas, denominada de gruit, surgiu. Alguns produtores do gruit acrescentavam ainda canela, pétalas de margarida, anis, mel, e alguns outros ingredientespara diferenciar o seu produto do de outros concorrentes e atrair compradores.

A inserção do lúpulo na produção da cerveja era comum desde o século IX, sendo que o primeiro registro do uso dele foi feito na Idade Média. Apesar do amargor característico e do efeito inebriante, o lúpulo passou a ser inserido nas cervejas porque a sua capacidade de conservação foi descoberta. Como o processo de fabricação não era controlado, a produção de cerveja nos meses mais quentes era difícil, pois as altas temperaturas facilitavam a ação dos microorganismos presentes nas cervejas, fazendo com que estas azedassem rapidamente. Então, qualquer ingrediente que ajudasse a manter as cervejas em perfeito estado de conservação era bem-vindo. A assimilação da nova cerveja, com a adição do lúpulo, passou a ser difícil, pois o amargor que o lúpulo atribuia às cervejas era algo totalmente novo aos consumidores da época, tendo em vista que as cervejas até então conhecidas eram adoçadas com mel e açúcar mascavo, o que as tornava agradáveis ao paladar.

Em meados de 1400, o lúpulo já era bem difundido na Alemanha e nos Países Baixos. Durante o século XV, apesar das resistências, o lúpulo finalmente foi aceito como conservante e aromatizante, em contrapartida às ervas, flores, frutas, raízes, cascas, hortaliças e especiarias, o que  não impedia os produtores locais de continuar dando características às suas cervejas com essas adições.

O lúpulo, atualmente, continua  sendo um ingrediente importante na fabricação das cervejas e, mais adiante veremos qual é a diferença que ele faz na indústria cervejeira nos dias de hoje. Espero que tenham gostado desse informativo de hoje e fiquem ligados aqui, toda sexta-feira com mais curiosidades sobre as cervejas.


Um beijo e até a próxima !

Get ready ‘ cause …

bkg1 - Cópia

Compras do mês – Abril

Olá, Sweeties ! Hoje vim mostrar pra vocês mais uma aquisição minha nesse mês de abril. É um livro incrível, e que, com certeza me trouxe muito mais conhecimentos do que eu poderia imaginar.

O livro se chama O Cacau É Show, de Alexandre Tadeu da Costa, com fotografias de Lailson Santos. Nele,você encontra fotografias incríveis, a história do chocolate através do tempo, o começo da CacauShow e diversas outras informações, e curiosidades; além de receitas incríveis de chefs mais incríveis ainda. É realmente um investimento que vale a pena.

cacau

(Acervo Pessoal – Fotos por Yann Freitas)

Esse exemplar foi comprado na CacauShow do Jatahy Shopping, e o preço que paguei foi 49,90 .

Título : O Cacau É Show – Deliciosas histórias do mundo do chocolate

ISBN : 978-85-908537-0-1

Espero que tenham gostado da nossa dica de hoje. Um beijo e até a próxima !

Get ready ‘ cause …

bkg1 - Cópia

Vinhos – Malbec

Olá, Sweeties ! Continuando com o nosso informativo sobre vinhos, iremos falar sobre um tipo de vinho/uva intenso e marcante.  O Malbec é a nossa grande estrela de hoje.

Malbec

 

(Imagem da Internet)

Malbec é uma uva tinta da família das Viti vinifera . É uma uva de origem francesa,encontrada principalmente nas regiões de Cahors e Boudeaux.

Atualmente, a Argentina é um dos melhores produtores do Malbec, pois lá foi onde a uva encontrou condições favoráveis para o amadurecimento correto para a confecção dos vinhos.

Um Malbec bem elaborado, apresenta uma cor vermelha intensa, com reflexos violáceos, podendo ser de coloração quase preta, enquanto jovem.  Com relação ao aroma, enquanto jovem, apresenta notas frutadas, podendo ser reconhecidos os aromas de frutas vermelhas,  notas florais de violeta. Quando envelhecido em barris de carvalho, pode apresentar aromas mais complexos, como baunilha, coco, especiarias, chocolate, café, tabaco, trufas e cravo.

Com relação ao sabor, o Malbec apresenta sabor macio e suave, e bem encorpado e de acidez moderada. Esse vinho harmoniza-se muito bem com queijos fortes. Combina também com carne de cordeiro ou cabrito, picanha grelhada , salada de batatas, carne de porco, entre outros.

Espero que tenham gostado da nossa dica de hoje. Um beijo e até a próxima !

Get ready ‘ cause …

bkg1 - Cópia

Vinhos – Pinot Noir

Boa noite, Sweeties ! Continuando o nosso informativo sobre vinhos, falaremos hoje sobre o Pinot Noir, que origina um dos vinhos mais interessantes e elegantes  do mundo.

Pinot Noir

(Imagem da Internet)

A Pinot Noir é uma uva tinta da família das Viti Vinifera, originária da região da Borgonha,no sudoeste da França.

Ela é uma uva de cultivo difícil, pois depende de situações bem peculiares para sobreviver, como o clima frio e seco. Essa casta de uvas se adaptou muito bem nas regiões da Itália, do Chile, da Nova Zelândia e da África do Sul, além da própria França, principalmente por serem regiões que possuem um clima favorável ao cultivo da uva.

A Pinot Noir se diferencia das outras uvas tintas pela seguinte peculiaridade : ela não pode ser misturada com outras uvas,a não ser na produção do Champagne.

Os aromas primários mais encontrados são: frutas vermelhas, tais como a cereja, a framboesa, o morango e a ameixa; florais de violeta e rosas, especiarias como o alcaçuz, o açafrão, a canela, o orégano e chá verde, e outros aromas como vegetação rasteira, terra molhada, chão de terra, almíscar, azeitona preta, entre outros. Com o tempo de guarda, os melhores vinhos podem apresentar aromas amadeirados, como sândalo, incenso, cedrinho, caixa de charutos, aromas animais,como couro velho e suor, ervas, especiarias, funghi e trufa.

pinot noir pode acompanhar peixes, frios e carnes. Os vinhos da pinot noir com características mais frutadas e leves acompanham bem um salmão ou outros peixes gordurosos, enquanto alguns mais cheios e tânicos são ideais com pratos com molho funghi, pato e outras carnes de caça.



Espero que tenham gostado da nossa dica de hoje. Um beijo e até a próxima !

Get ready ‘ cause …

bkg1 - Cópia

Vinhos – Cabernet Sauvignon

Boa noite, Sweeties ! Para entender melhor sobre os vinhos,é preciso primeiramente, conhecer as uvas que darão origem ao mesmo. Dando continuidade à nossa série sobre vinhos, falaremos hoje sobre a Cabernet Sauvignon, a uva que dá origem à um dos melhores vinhos do mundo. Vamos lá ?

Cabernet Sauvignon

(Imagem da Internet)

A Cabernet Sauvignon é uma casta de uvas da espécie Vitis Vinifera, resultante do cruzamento entre as uvas cabernet franc sauvignon blanc, da qual é produzido um vinho tinto de qualidade excelente.

A Cabernet Sauvignon teve origem na região de Bordeaux, e é a uva mais difundida no mundo, pois ela aceita perfeitamente bem climas quentes e temperados. A Cabernet Sauvignon tem uma casca grossa, o que proporciona a cor escura nos vinhos. Ela também aceita macerações longas e temperaturas de até 30ºC , sem passar sabores amargos aos vinhos, aceitando bem, também, o envelhecimento em recipientes de carvalho.

Com relação ao sabor, ao aroma e o gosto,os vinhos provenientes da Cabernet Sauvignon lembram muito o cassis, as amoras, as cerejas, as ameixas, a menta e o eucalipto. O aroma de baunilha, café e caramelo se dão durante o envelhecimento nos barris de carvalho. Nos vinhedos mais quentes, revela traços de azeitona e amora silvestre, enquanto que, nos mais frios, aparecem traços de pimentão.

Os vinh0s fabricados com a Cabernet Sauvignon tendem a ser mais encorpados e austeros, e também mais frutados e macios.

A Cabernet Sauvignon também se destaca pelas seguintes qualidades :

  •  Boa capacidade de envelhecer e ganhar complexidade.
  • É amiga do viticultor, já que, além de resistir a muitas pragas, tem bom rendimento. Em geral, pode render uma boa quantidade de uvas por hectare sem grande perda de qualidade.
  • É uma capa casadoira, dando-se bem em cortes com outras uvas.
  • Em geral, proporciona vinhos de força e longevidade.
  • Adapta-se bem ao amadurecimento em barricas de carvalho.
  • Serve para modernizar o estilo de muitos vinhos de castas autotonas, as vezes rústicos, e de sabor exótico, que se beneficiam quando misturados a Cabernet Sauvignon, ganhando um toque internacional à mistura, além de proporcionar potência ao produto final.
  • Tem caráter marcante. É fácil de ser reconhecida em cortes, seus aromas e sabores se destacam, mesmo quando está em proporção pequena.
  • Mantém este caráter marcante, com muitas afinidades, onde quer que vá, em vários países e regiões.
  • Ao mesmo tempo em que é marcante, é também versátil – gera desde tintos de grande cor e corpo, passando tintos leves, rosados, espumantes a até brancos.

Espero que tenham gostado da nossa dica de hoje. Um beijo e até a próxima !

Get ready ‘ cause …

bkg1 - Cópia

Vinhos – Um novo informativo

Olá, Sweeties ! Tudo bom ?

Essa semana estive pensando em um post diferente para expor aqui para vocês e me veio a ideia de criar um informativo semanal sobre os vinhos. Explicaremos tudinho, desde sua história, até o melhor tipo de vinho para cada ocasião, mostraremos como escolher o melhor , os tipos de taças corretas para servi-los, e para quem se interessar, estaremos postando tudinho aqui, todas as sextas.

Schwappender_Wein

(Imagem da Internet)

Estaremos também indicando livros que abordam melhor o tema, para os interessados em fazer alguma pesquisa, ou adquirir um conhecimento melhor acerca dos vinhos. Até porque, quem não aprecia um bom vinho, não é mesmo ?

Então, é isso. Espero que gostem da novidade. Um beijo e até a próxima !

Get ready ‘cause …

bkg1 - Cópia