Técnicas – Como Cortar Vegetais Corretamente ?

Olá, Sweeties ! Tudo bom ?

Nas Técnicas de hoje, iremos ensinar à vocês a forma correta de se cortar vegetais para as mais diversas preparações. Em casa, estamos acostumados a cortar e picar grosseiramente os vegetais que iremos preparar, de modo totalmente aleatório e irregular. Para pratos preparados em casa, tudo bem, mas para um prato de restaurante, a apresentação é muito importante, e por isso, os cortes corretos devem ser seguidos à risca.

Verduras

(Imagem da Internet)

Geralmente, em pratos de maior tempo de cocção, os vegetais são cortados maiores, enquanto que, em pratos de preparo mais rápido, eles são cortados menores. Você pode cortar os seus vegetais em brunoise, macédoine ou julienne, ou em chiffonade, no caso das folhas. Existem outros meios de se cortar os vegetais. Basta você usar a sua imaginação, mas sempre de acordo como você for servir os seus pratos. Nesse post, vamos ensinar à vocês a como fazer alguns dos cortes descritos acima. Tentaremos fazer o nosso melhor para que fiquem tudo bem explicadinho para vocês. Vamos lá?

Brunoise :  Para se cortar os vegetais em brunoise, primeiramente se deve descascar o vegetal. E seguida, apare as pontas até que o vegetal fique com todos os lados regulares. Corte o vegetal em fatias longitudinais, de medidas de aproximadamente 3mm x 3mm x 5cm, e em seguida corte em cubos. Os cubos podem ser de 3mm, 6mm, 9mm ou até 1,5 cm de lado.

Abobrinha

 

(Acervo Pessoal – Caroline Torres)

Julienne : Para se fazer as juliennes, é necessário descascar o legume e cortá-lo em fatias longitudinais. Em seguida, corte-os em bastões de 3mm x 3mm x 2,5cm,para se fazer uma julienne de tamanho comum, ou em 3mm x 3 mm x 5 cm para uma julienne maior.

Cenoura

(Acervo Pessoal – Caroline Torres)

Chiffonade : Esse estilo de corte é utilizado somente para as folhas. Para dar início ao corte, retire os talos das folhas escolhidas, e enrole-as bem apertadas. Corte-as na espessura desejada, sendo bem fininho até ao mais grosso.

Couve

(Acervo Pessoal – Caroline Torres)

Bâtonnets : Esse é o corte ideal para se fazer batatas fritas. Para começar, descasque o vegetal e corte-o longitudinalmente com as medidas aproximadas de 6 mm x 6mm x 5 mm, ou 6mm x 6mm x 6mm.

Edição_Cortes

(Acervo Pessoal – Caroline Torres)

Tourné : Esse é um corte decorativo, que se assemelha ao formato de um barril com sete lados iguais e bases horizontais. É usado para legumes mais firmes, como as batatas, cenouras, abobrinhas, entre outros.

Caso ainda reste alguma dúvida de como realizar os cortes indicados, aqui temos um vídeo do site Gastronomismo, que explicar melhor sobre como realizar cada corte.


Espero que esse post tenha esclarecido algumas dúvidas frequentes em relação ao corte dos vegetais. Aventurem-se na cozinha e divirtam-se sempre.

Um beijo e até a próxima !
Get ready ‘ cause …

bkg1 - Cópia

Anúncios

Compras do Mês – Março

Olá, Sweeties ! No post de hoje, vou mostrar pra vocês alguns itens que comprei para equipar a minha cozinha nesse mês de Março . Vamos lá ?

page 1

(Acervo Pessoal)

Primeiramente, comprei esses talheres da Classic Home, nas Lojas Americanas. Paguei 29,90. Um mimo, né ?

page 2

(Acervo Pessoal)

Esse pilão, da linha de produtos do Edu Guedes foi comprado na Westwing por incríveis 37,90 . Eu A-M-E-I essa cor.

page 4

 

(Acervo Pessoal)

Esse conjunto de facas (lindo), da linha de produtos do Edu Guedes foi comprado também na Westwing. Paguei 169,90 .

page 6

(Acervo Pessoal)

Esse moedor de sal e pimenta foi comprado na Panelas e Utilidades aqui em Jataí. Paguei incríveis 8,70 nele.

page 3

(Acervo Pessoal)

Esse conjunto de porta-condimentos também foi comprado na loja Panelas e Utilidades daqui de Jataí. Paguei 62,40 nesse kit lindo.

page 5

(Acervo Pessoal)

Esse miniprocessador da Black & Decker foi comprado nas Lojas Americanas. Paguei 79,90 nele.

page 7

Essas frigideiras são da Classic Home e foram compradas nas Lojas Americanas. Paguei nelas 29,90 (azul) e 39,30 (lilás) .

DSC00136

(Acervo Pessoal)

Essa tábua de bambu da Mor foi comprada no Supermercado Bretas e paguei 35,90 nela. Muito prática.

DSC00151

(Acervo Pessoal)

Esse pincel e essa espátula são da Classic Home. Não me lembro quanto paguei nos dois, mas foi bem baratinho.

DSC00150

(Acervo Pessoal)

Esses dois itens foram comprados no Supermercados Bretas. Paguei 9,90 na peneira e 8,90 no batedor.

DSC00144

(Acervo Pessoal)

Esse conjunto de bolws de vidro também foi comprado no Supermercado Bretas. O bolw  de 2 litros  foi 15,90 e o de 4 litros foi 26,90 .

Um beijo e até a próxima !

bkg1 - Cópia

Método de cocção nº 4 – Cozimento em líquido

Hello Sweeties! O método de hoje é o mais simples e fácil de todos. É o cozimento em líquido .

Esse é um processo pelo qual se cozinha um alimento em líquido abundante (água, caldos, fundos ou qualquer outro líquido aromatizado).  Pode-se cozinhar um alimento em líquido em diferentes temperaturas, obtendo assim resultados diversos. A receita de hoje é um Cozido de legumes com carne que fica uma delícia.

Cozido

(Imagem da Internet)

Para essa receita, vamos precisar de :

  • Uma caçarola grande
  • Uma faca afiada
  • Uma escumadeira

Ingredientes do cozido : 

  • 3 colheres de sopa de óleo de soja
  • 750 gramas de acém em cubos grandes
  • 300 gramas de linguiça calabresa defumada em rodelas
  • 3 tablete(s) de caldo de carne
  • 4 litros de água fervente
  • 2 cenouras cortadas em rodelas
  • 1/2 repolho picado finamente
  • 1 batata cortada em cubos médios
  • 1 batata-doce cortada em cubos médios
  • 300 gramas de abóbora moranga em cubos médios
  • 2 abobrinhas cortadas em cubos médios
  • 200 gramas de vagem cortada em pedaços médios

Modo de preparo :

Aqueça o óleo numa panela grande e doure a carne e a linguiça. Depois, junte os tabletes de caldo de carne e a água fervendo. Tampe e cozinhe em fogo baixo por 2 horas. Depois desse tempo, acrescente a cenoura, o repolho, a batata, a batata-doce e as vagens, um de cada vez e seguindo essa ordem. Cozinhe por 20 minutos. Junte então a abóbora, as abobrinhas e cozinhe por mais 10 minutos. Retire os legumes e as carnes e arrume-os numa travessa.

Música Sweetie pra se ouvir enquanto cozinha :

Aproveitem essa delícia. Um beijo e até a próxima!

Get ready ‘cause …

bkg1 - Cópia

Método de cocção nº 2 – Brasear

Hey Sweeties! O método de hoje é  um pouco mais trabalhoso, porém bem fácil. O nome desse método é brasear .

Brasear  consiste em dourar previamente o alimento em gordura quente e , em seguida, cozinhá-lo com pouco líquido em uma panela tampada. Devemos ter atenção à quantidade de líquido do braseado, pois ele deve ser suficiente para cobrir apenas 1/3 da peça a ser cozida.  O cozimento do alimento a ser braseado se dá pela fervura do líquido associada ao vapor criado por ele. É servido com o molho formado durante o período de cocção, podendo ele ser coado, espessado ou batido.

Para colocarmos em prática essa técnica de cozimento, apresentamos uma receita muito saborosa :  Fraldinha braseada ao vinho tinto.

Fraldinha braseada ao vinho tinto

(Imagem da Internet)

Para essa receita, vamos precisar de :

  • Uma frigideira
  • Uma faca afiada
  • Uma colher de bambu
  • Um fouet

Ingredientes : 

  • 700 gramas de fraldinha
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 2 cenouras cortadas em rodelas finas
  • 2 cebolas picadas em cubos
  • 2 pimentões cortados em tiras
  • 3 alhos-poró cortados em rodelas finas
  • 1 colher de sopa de extrato de tomate
  • 650 ml de vinho tinto (à escolha do cozinheiro)
  • 1 tablete de caldo de carne
  • 2 colheres de sopa de azeite extra-virgem
  • Sal à gosto
  • Pimenta preta moída na hora à gosto

Modo de preparo : 

Aqueça a frigideira.  Corte a peça de fraldinha em iscas de 7 cm e passe-as na farinha. Adicione o azeite à frigideira e doure a carne. Reserve. Na mesa frigideira, doure as cebolas, as cenouras, os alhos-poró e os pimentões. Tempere com pimenta e sal. Volte com a carne para a frigideira e esfarele o caldo de carne por cima e mexa bem. Adicione o extrato de tomate e dê uma leve mexida. Adicione o vinho e tampe a panela para que tudo cozinhe. Quando o caldo estiver grosso e carne pronta, desligue o fogo e retire a carne e os vegetais. Espesse o molho com a farinha de trigo restante. Sirva em seguida.

Música Sweetie para se cozinhar ouvindo :


Espero que gostem da dica de hoje. Um beijo e até a próxima !

Get ready ‘cause…

bkg1 - Cópia

Método de cocção nº 1 – Assar

Olá Sweeties! O método que apresentaremos hoje é muito fácil de se fazer. Seja ele pra qualquer legume, carne, massas e pães, etc. Hoje iremos assar!

Assar consiste em expor o alimento ao ar aquecido num forno com temperatura controlada pelo tempo necessário para se atingir o ponto de cocção desejado. Pode-se cobrir o alimento, dando a ele mais umidade e menos cor, ou descoberto, que dá ao alimento mais cor e menos umidade.

Veremos agora, um exemplo de receita onde assamos o alimento. A receita de hoje é Costelinha suína ao molho Barbecue.

100_0264 (Imagem da Internet)

Para essa receita, vamos precisar de :

  • Uma faca bem afiada
  • Papel- alumínio
  • Um pincel de silicone
  • Uma assadeira
  • Uma pinça
  • Uma panela pequena
  • Uma espátula de silicone

Ingredientes para a costela : 

  • 1 peça de costela suína
  • 2 colheres de sopa de curry
  • 1/2 colher de chá de cominho
  • 1/4 de colher de chá de alho em pó
  • 1/4 de colher de sopa de cebola em pó
  • Sal à gosto
  • Pimenta preta moída na hora à gosto

Ingredientes para o molho : 

  • 1 colher de sopa de óleo
  • 2 colheres de sopa de cebola picada em cubos
  • 1/2 xícara de açúcar mascavo
  • 1/2 xícara de vinagre de maçã
  • 3 colheres de sopa de molho inglês
  • 2 xícaras de catchup
  • 1 folha de louro
  • 1 colher de sopa de páprica picante
  • 1/2 xícara de água
  • Sal à gosto
  • Pimenta preta moída na hora à gosto

Modo de preparo :

Costela : 

Retire a capa de gordura da costela, ou faça cortes superficiais nela. Em um recipiente pequeno, misture todos os temperos, com exceção do sal e da pimenta, até que estejam bem homogêneos.  Tempere a costela com o sal e com a pimenta e, em seguida,  esfregue os temperos na costela, uniformemente , massageando-a bem para que todos os sabores sejam absorvidos pela carne. Enrole a costela em 2 ou 3 folhas de papel-alumínio e leve ao forno pré-aquecido à 165°C .

Molho Barbecue  :

Em uma panela bem quente, adicione o óleo e a cebola. Refogue até que a cebola fique transparente. Adicione o açúcar mascavo, o molho inglês, o vinagre e as duas xícaras de catchup. Quando o molho começar a engrossar, coloque a água e mexa mais um pouco, até tudo ficar homogêneo. Tempere com o sal e a pimenta e acrescente a folha de louro. Quado o molho estiver bem espesso, desligue o fogo e deixe esfriar.

Finalização da costela : 

Quando a costela começar  a dourar, abra o papel-alumínio e pincele o molho barbecue por toda a costela. Repita esse processo umas 3 vezes, com um espaço de tempo de 7 minutos entre cada pincelada. Quando a carne estiver se soltando do osso, retire do forno e sirva acompanhado do resto do molho.

Música pra ouvir enquanto se cozinha :


Espero que tenham gostado. Voltaremos amanhã com mais um método de cozimento. Um beijo e até a próxima!

Get ready ‘cause…

bkg1 - Cópia

Cozinha equipada, sinônimo de sucesso – Parte 1 de 4

Independente do tamanho de sua cozinha, é essencial de que ela seja bem equipada. O segredo de um bom prato não está só nos ingredientes utilizados, ou no cuidado que o cozinheiro tem; mas também está nas ferramentas, nos acessórios utilizados. Dividiremos esse manual em quatro partes, sendo essa a primeira, para explicarmos melhor sobre todos os utensílios e acessórios usados na cozinha, de uma forma dinâmica e prática. Listaremos então, os itens necessários à sua cozinha.

O primeiro item sobre o qual falaremos serão as facas.  Primeiro, um pouco da história delas.

As facas surgiram a aproximadamente 6,5 milhares da anos A.C., na chamada Idade do Bronze, na Ásia Menor. Com o passar do tempo, as facas foram fabricadas e utilizadas das mais diversas formas e materiais, desde a pedra lascada até os dias de hoje, forjadas com ferro, cerâmica, entre muitos outros materiais. O maior uso da faca como talher, como sinal de requinte de luxo, se deu a partir do Renascimento, no fim da Idade Média, onde a cutelaria ganhou espaço em países como a França, Itália, Alemanha e a Espanha.

As facas para uso culinário possuem várias funções, como por exemplo cortar, picar, amassar, desossar, descascar, entre muitas outras. A escolha das facas deve ser feita de forma criteriosa, pois o conforto do cozinheiro e o bom desempenho das lâminas no alimento devem ser observados. As facas devem ter uma boa empunhadura, confortável à mão do cozinheiro, um bom encaixe, para que a faca não escorregue durante o corte.

São oito as facas de uso culinário :

  • faca do chef :

Faca do chef

(Imagem da Internet)

Serve para quase tudo, lâmina longa (20 a 30 cm) e larga, ponta ligeiramente curva.

  • faca de desossar :

Faca de desossar

 (Imagem da Internet)

Ideal para carnes, aves, peixes, também descascar frutas e legumes, lâmina longa, fina, pontiaguda.

  • faca de legumes :

Faca de legumes

(Imagem da Internet)

Ideal para cortar e picar legumes.

  • faca de pão :

Faca de pão

(Imagem da Internet)

Ela é serrilhada e longa, ideal para fatiar pães mais moles ou mais duros.

  • faca multiuso :

Faca multiuso

(Imagem da Internet)

Essa pode desempenhar a função de todas as outras facas.

  • faca para fatiar e picar :

Faca de fatiar e picar

(Imagem da Internet)

Ideal para fatiar e picar carnes, frutas, legumes, verduras, entre outros.

  • faca de carne :

Faca de carne

(Imagem da Internet)

Ideal para fatiar carnes, churrasco, etc.

  • A faca para descascar :

Faca de descascar

(Imagem da Internet)

Ideal para descascar legumes, frutas e verduras. Ligeiramente mais curva do que a faca de legumes.

Já falamos sobre as facas. Mas todos sabemos que, quanto mais tempo as usamos, elas vão perdendo o fio. Nesse caso, o ideal é ter sempre um bom amolador. Podemos recorrer às chairas ou as pedras.

  • Chaira

Chaira

(Imagem da Internet)

Possui em seu comprimento várias facetas em que, em atrito com a lâmina, faz com que esta fique mais afiada.

  • Pedra

Pedra de amolar

(Imagem da Internet)

É fabricada com materiais abrasivos. Deve-se usar sempre úmida para facilitar a afiação da faca.

Na próxima etapa do manual, falaremos sobre outros utensílios básicos para se obter uma cozinha funcional.  Um beijo e até a próxima!

Get ready ‘cause…

bkg1 - Cópia